SOLICITAÇÃO DE PARACIRURGIA

 

Horário. A Dinâmica Interassistencial da Paracirurgia (DIP) ocorre às sextas-feiras, no horário das 19h00 às 21h30 e os pedidos a serem atendidos correspondem às solici­tações encaminhadas durante a semana em curso e até às 12h30 de sexta-feira da mes­ma semana.

Orientação. Os pedidos encaminhados após esse horário serão atendidos na sexta-feira da semana seguinte, exceção feita às solicitações para pessoas hospitalizadas e/ou sem condições de realizar minimamente o preparo sugerido (neste caso atende-se no mesmo dia, independente do horário de envio do pedido).

Acalmia. Sugere-se ao (à) solicitante ou pessoa a ser atendida, evitar atividades exte­nuantes no dia do atendimento. Importante também, diminuir o ritmo das atividades pes­soais no período da tarde, em especial, próximo ao horário do atendimento buscando acalmia.

Alimentação. Antes do atendimento, em torno de 17h, por exemplo, a pessoa poderá fa­zer um lanche leve, ingerindo pouco líquido e evitando substâncias estimulantes ou diuré­ticas a exemplo de chás ou café uma vez que podem dificultar o relaxamento e promovem a necessidade de ir ao banheiro com mais frequência. Ao final do atendimento, se a pessoa estiver com fome, poderá fazer outro lanche, também leve.

Ambiente. O ambiente onde a pessoa vai permanecer no período do atendimento deve estar limpo, arrumado e, sem acúmulo de objetos desnecessários. Deixar ao alcance do atendido, papel e caneta para realizar anotações, se necessário.

Luminosidade. O ideal é a condição de penumbra (pouca luz) e sem ruídos.

Isolamento. Ao entrar para o ambiente onde será atendida, a pessoa deverá desligar o telefone, a televisão, o celular e avisar aos familiares que não poderá ser interrompido(a) por ninguém no decorrer do atendimento (paracirurgia).

Relaxamento. Deitar-se confortavelmente em uma cama ou recostar-se numa poltrona. Quanto maior a imobilidade melhor, porém sem forçar corpo. Caso seja imprescindível a ida ao banheiro, ir. Após, retornar à condição de relaxamento.

Acompanhantes. Acompanhantes são recomendados, apenas, para casos de crianças pequenas ou pessoas que necessitem de auxílio especial.

Dispensável. Não se recomenda o uso de qualquer amuleto, prece, música, incenso ou outros acessórios. Apenas relaxe.

MBE. Para quem já pratica a técnica da mobilização básicas das energias (MBE) e realiza o estado vibracional (EV), poderá lançar mão deste recurso ao relaxar. Sugere-se um trabalho rápido e eficiente com as energias e depois dar passividade lúcida, ficando atento (a) às percepções e parapercepções.

Relatório. Após o atendimento, realizar anotações dos tópicos principais ou relevantes, referentes a fatos ou parafatos percebidos durante o atendimento. No dia seguinte, ao levantar, redigir um relatório completo das percepções ou parapercepções inclusive as percebidas pós-atendimento (incluídas projeções durante a noite) e encaminhar pelo mesmo site, onde realizou o pedido. Clique na aba “Relatório” e preencha ali as perce­pções que julgar importante constar no seu relato.

Convalescença. Procurar ter final de semana mais tranquilo, sem atribulações. Dar preferência a ficar em casa, exercendo atividades cotidianas leves. Evitar dirigir, pegar peso, fazer atividade física, usar escadas. Evitar também, frequentar ambientes festivos ou com excesso de estímulos visuais ou sonoros.

Importante. Manter o tratamento médico usual. Não suspender o uso de medicamentos, cirurgias ou exames indicados.

Prioritário. Recomenda-se ao (à) solicitante, se for o caso, abolir, em definitivo, o uso de bebidas alcoólicas, o tabagismo e o sedentarismo.

Pesquisa. Para que possamos dar continuidade às nossas pesquisas, aguardamos seu relatório.

Bom experimento a todos.

Equipe intrafísica da DIP